Movimento Quebre as Regras: a história do corretor de imóveis que virou tatuagem

"Quebrar Regras não é uma frase de impacto, é uma filosofia de vida"

“Quebrar Regras não é uma frase de impacto, é uma filosofia de vida”

Criado pelo especialista em vendas Guilherme Machado, o “Movimento Quebre as Regras” não apenas reúne seguidores como também ressignifica uma profissão

 

Entre os corretores imobiliários, o Movimento Quebre as Regras é praticamente uma unanimidade. Criado pelo empresário e palestrante Guilherme Machado, autor do livro best-seller “Você Não Vai Mais Conseguir Vender Assim”, o Movimento Quebre as Regras propõe uma forma diferente de enxergar o mercado imobiliário e sugere novas ações que podem ser adotadas pelos corretores de imóveis para obterem sucesso e se diferenciarem.

É através do Movimento Quebre as Regras que Guilherme ajuda o corretor imobiliário a se reinventar. E sabendo que educação e conhecimento são fundamentais para o aprimoramento e sucesso dos profissionais, ele publica seu conteúdo gratuitamente na internet. Hoje, Guilherme é a maior autoridade do segmento imobiliário em todo o Brasil.

 

"<yoastmark

Começou como hashtag

O Movimento Quebre as Regras começou como uma ideia e uma hashtag nas redes sociais. Como já publicamos aqui no blog, a criação de um movimento congruente com o negócio de um empreendedor digital funciona como uma forma importante de conectar-se com sua audiência e se tornar único.

No entanto, o Movimento Quebre as Regras se tornou muito mais do que apenas uma forma de seu criador se posicionar e conectar com seu público. Guilherme Machado criou o movimento com o objetivo de mudar o mercado onde atua. Seu propósito é inovar, provocar e sair da mesmice, transformando assim o comportamento dos vendedores. Guilherme Machado entende que, para mudar um mercado, é preciso mudar as pessoas, e para mudar as pessoas, é preciso educá-las.

Quando o empresário criou o conceito, ele nem era um movimento por si só. Neste caso, tudo começou como uma forma de gerar interação nas redes sociais e propor mudanças às pessoas. Foi ao longo do tempo que o grupo foi tomando corpo e ganhando status de algo realmente grandioso.

Terminou como tatuagem

Na última edição do QR Summit, evento anual do palestrante e best-seller, pelo menos 60 pessoas tatuaram a frase “Eu sou Quebra-Regras”. O momento foi bastante significativo para o patamar a que chegou o sentimento de pertencimento do público. Ser um “quebra-regras” é ir muito além da mudança e atualização nas técnicas de vendas. Trata-se de uma filosofia de vida. E quando um grande grupo de profissionais de uma mesma área passa pela mesma transformação, essa área também muda – e por consequência, muda também a forma como a sociedade enxerga esses profissionais.

É por isso que, quando corretores imobiliários transformam isso em uma tatuagem, eles assimilam uma transformação que vai muito além, e que requer um pouco do entendimento histórico da profissão.

 

"<yoastmark

O respeito ao corretor

Ao longo de muito tempo, a figura do corretor de imóveis foi desrespeitada. Muitas pessoas entravam para essa profissão como uma forma de “bico”, ou como última opção de trabalho. Ao mesmo tempo, o público via corretores com desconfiança, como se fossem corruptos ou enganadores. Se ampliarmos para o vendedor em geral, a profissão também nunca foi vista com muito respeito. Não se considerava que, para ser um bom vendedor, é necessário estudar e treinar: vender era visto como algo fácil e menos digno.

O que o Movimento Quebre as Regras fez foi dar voz e significado a essa profissão. Os corretores passaram a ampliar seus horizontes e começaram a ver que eram dignos de respeito. Preparados, treinados e gerando mais vendas com mais eficiência, e agradando os clientes e o mercado, os corretores de imóveis ganharam respeito de toda a sociedade. Transformaram o mercado, e por consequência a forma como o mundo olha para eles.

Será que Guilherme Machado seria uma autoridade no seu segmento se não tivesse criado um movimento? Possivelmente, sim. Conquistar autoridade vai muito além, e ele sempre se dedicou profundamente em transformar a vida das pessoas que formam seu público-alvo, utilizando-se das ferramentas necessárias para isso.

Mas ter um movimento que as pessoas se orgulham de marcar na própria pele é uma maneira incrível de coroar um trabalho.